Skip to content

A QUALIDADE DA COMUNICAÇÃO É PROPORCIONAL A QUALIDADE DA ASSISTÊNCIA

15 de novembro de 2012
comunicação

Por se tratar de um trabalho onde o relacionamento entre as pessoas é primordial, entendemos que o canal de comunicação entre elas deve estar aberto e todos os envolvidos cientes de tudo o que está acontecendo o tempo todo. Instruções claras e objetivas transmitidas de forma correta podem evitar situações desagradáveis e críticas.

A comunicação pode ser descrita como um fenomeno organizacional universal e está diretamente relacionado com o desempenho e resultado do dia a dia. Pesquisas tem mostrado que profissionais e empresas investem muito em formação acadêmica, exercitando e aprimorando seus conhecimentos mas esquecem de investir nesta que é uma das principais habilidades do ser humano capaz de promover o bom relacionamento e consequentemente bons resultados sistêmicos para o seu negócio.

Vejamos que a comuicação é o intercâmbio humano de fatos e opiniões, o que difere de simples informações telefônicas, radiofônicas e similares. Pela comunicação pessoal expressa-se conteúdos, emoções e sentimentos que podem fazer a diferença dentro de um objetivo organizacional.

Vejamos duas situações:

Primeiro um paciente diabético, hipertenso que encontra-se consciente, prestes a ser operado e que informa fazer uso de anticoagulante.

Concordamos que são informações relevantes e que podem alterar o planejamento e realização da cirurgia.

Mas vejamos agora uma situação onde um paciente em terapia intensiva tem em sua prescrição anfotericina b, porém o prescritor evolui que a administração desta droga está condicionada aos resultados de exames de creatinina e uréia em virtude de sua nefrotoxicidade, porém a equipe de enfemagem que não recebeu esta comunicação verbal e também não se atentou na evolução em prontuário, simplesmente encaminha a prescrição a farmácia que dispensa o fármaco que posteriormente é administrado no paciente mesmo com os exames citados alterados.

Percebemos que neste segundo caso a informação estava disponível porém a comunicação entre médico, laboratório enfermagem e farmácia poderia ter evitado a administração do fármaco a um paciente com insuficiência renal.

http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2006/05/05/442402/importncia-da-comunicao-interna-nas-organizaes.html

Hoje, como sua instituição está trabalhando para que se fortaleça a comunicação entre as equipes? Existe alguma ferramenta sendo utilizada?

Lembramos que o maior instrumento de comunicação entre as equipes é o prontuário do paciente, portanto caros profissionais de saúde, utilizem este instrumento da menlhor forma possível.

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: